Sem respostas

by zlupus30

Não olhes pra mim

com esta interrogação

em tua íris.

Não me perguntes quem sou,

de onde vim, pra onde vou,

nem muito menos,

se tenho ações na bol$a valore$.

Não espere ouvir respostas prontas

dos meus lábios,

pois no mundo

de alaridos-informativos,

habituei-me ao silêncio.

Viver procurando respostas

não é minha prioridade!

Se as respostas me privarem

do pensar, do sentir, do viver,

façam a gentileza de me deixarem…

Solitário, sem respostas,

no silêncio da liberdade,

questionando, indagando sem exigir

respostas imediatas.

Eis o que supre minha necessidade:

o silêncio pacífico

que se opõe

ao barulho da belicosidade.

Advertisements