Enxerido

by zlupus30

Embaído no vai e vem da vida

construo minha sina.

Dizem que sou amostrado desde criança,

mas a verdade é:

não tolero parvoíces, nem a mão que,

no anonimato, espanca.

Às vezes sou enxerido,

às vezes sou carranca.

Prezo a honestidade

do coração que se derrama na verdade.

Também tenho amigos, bem escondidos,

num nordestino coração.

De vez em quando sorrio,

arengo com o destino

e, com toda a liberdade,

desdenho da solidão.

Advertisements